4 passos para conseguir um visto de residência permanente no Canadá e quais documentos você precisa ter em mãos

Por Taiany Gonçalves

rodrigo-guedes-canada-intercambio-traducao.jpeg

Foto tirada das Toronto Islands com vista para Downtown Toronto

O Canadá é uma nação aberta a imigração que há muito vem estimulando a entrada de mão de obra qualificada em seu território. Em 2015 foi criado o Express Entry, “Entrada Expressa” em português, um sistema de seleção eletrônico utilizado pelo governo canadense a fim de selecionar pessoas com qualificação para adquirirem o visto de residência permanente e trabalharem no país.

O EXPRESS ENTRY

Nesse processo, a avaliação se dá por meio das habilidades, das experiências no mercado de trabalho e do conhecimento das línguas inglesa e/ou francesa.

O sistema engloba três modalidades de programas de imigração:

● Federal Skilled Worker Program

● Federal Skilles Trades Program

● Canadian Experience Class

A maioria das inscrições é processada em menos de seis meses.

ETAPAS

Passo 1 – Teste pré Express Enrtry

Antes de se candidatar no sistema, você deverá responder ao questionário que se encontra disponível no site do governo canadense, em inglês ou francês, a fim de saber se há chances ou não de conseguir a imigração pelo Express Entry. Abaixo o link para o teste:

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/come-canada-tool-immigration-express-entry.html

Passo 2 – Candidatura

Se no teste o seu perfil foi enquadrado no Express Entry, o próximo passo é se cadastrar no banco de dados do programa. Nesse cadastro serão solicitadas ao candidato informações referentes a habilidades, experiência profissional, conhecimento em inglês ou francês, educação, entre outras.

As principais habilidades do inscrito, bem como o emprego que almeja ficam disponíveis no banco de dados do governo canadense. As empresas e províncias também têm acesso a estes dados, o que facilita o contato e uma possível contratação.

O candidato terá o seu perfil pontuado de acordo com as suas qualificações. Quanto melhor classificado, maiores as chances, embora não exista nenhuma garantia de que conseguirá o visto de residência permanente.

Passo 3 – Convite

Os melhores classificados poderão receber um convite – o ITA (Invitation to Apply) – para se inscreverem como imigrantes. Essa classificação se dá pelo Comprehensive Ranking System (CRS). Nele, os pontos são atribuídos conforme o perfil do candidato. A pontuação máxima é de 1.200 pontos com base em quatro principais critérios:

a)    Fatores básicos/ capital humano: idade, nível de escolaridade, proficiência linguística e experiência de trabalho no Canadá. (Máximo 500 pontos para um candidato solteiro e 460 pontos para um candidato casado ou em união estável);

b)    Fatores relacionados ao cônjuge: nível de escolaridade, proficiência linguística e experiência de trabalho no Canadá. (Máximo 40 pontos);

c)    Fatores relacionados à transferência de competências: experiência de trabalho em outro país, pós-graduação, etc. (Máximo 100 pontos);

d)    Pontos de bônus: ter irmão/irmã que resida no Canadá, habilidades com a língua francesa, ter cursado uma pós-graduação no Canadá, etc. (Máximo 600 pontos).

rodrigo-guedes-intercambio-canada.jpg

Site VEJA.com, 2017

Ao receber o convite, será disponibilizado ao candidato um formulário on-line para ser preenchido. Junto a esse formulário é necessário enviar alguns documentos, como passaporte, resultado final nos testes de língua estrangeira, declaração de renda, exames médicos e histórico criminal. Além disso, as taxas de processamento e de Direito de Residência Permanente devem ser pagas.

Passo 4 – Aprovação

A decisão de aprovar ou não a solicitação do visto é feita pelo Escritório de Cidadania e Imigração do Canadá (CIC - sigla em inglês). Ele analisa a adequação do candidato aos critérios estabelecidos, bem como os resultados de exames médicos, o histórico criminal, financeiro, entre outros. Existem casos em que o solicitante deve enviar documentos adicionais ou ainda comparecer a entrevistas.

Aprovada a solicitação, é emitido uma Confirmação de Residência Permanente (COPR – sigla em inglês) e um visto de residência permanente.

Saiba mais aqui nesse link da Immi Canada. 

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

No momento da candidatura, quando o interessado cria o seu perfil no Express Entry, é necessário ter em mãos:

a)    Comprovação de Proficiência no idioma inglês e/ou francês: sendo na língua inglesa o IELTS – International English Language Testing System, na modalidade General Training ou o CELPIP – Canadian English Language Proficiency Index Program, na modalidade CELPIP General; e na língua francesa o TEF – Test d’évaluation de français.

b)    ECA – Education Credential Assessment: é necessário validar o(s) diploma(s) e certificado(s) junto a uma instituição canadense. 

Já após receber o convite para se inscrever como imigrante – o ITA, o candidato deverá enviar outros documentos, como mencionamos brevemente no “Passo 3”. Agora detalharemos essa documentação:

a)    Resultados de testes de linguagem;

b)    Nomeação provincial, caso tenha;

c)    Ofertas de algum empregador do Canadá, caso tenha;

d)    Comprovação financeira;

e)    Passaportes válidos;

f)      ECA Report;

g)    Exames médicos;

h)    Antecedentes criminais;

i)      Cartas de referências dos empregadores dos últimos 10 anos;

j)      Certidão de casamento/ divórcio, se for o caso;

k)    Certidão de nascimento;

l)      Quaisquer outros documentos que venham a ser solicitados.

Não se esqueça de que todos os documentos devem estar traduzidos com selos de profissionais juramentados. A Rodrigo Guedes Tradução Juramentada terá enorme prazer em ajudá-lo a realizar este sonho.

CANADÁ POR UM BRASILEIRO

Se você quer morar no Canadá mas ainda tem algumas dúvidas, eis aqui uma breve entrevista com algumas dicas de Gustavo Senna, jornalista brasileiro que já morou na cidade de Toronto.

Blog Rodrigo Guedes: Como foi a sua experiência no Canadá?

Gustavo Senna: Foi uma das melhores decisões da minha vida. Aprimorei meu inglês, conheci gente do mundo inteiro, viajei de carro por French Canada, cruzei a fronteira com os Estados Unidos de ônibus... Vivi bastante coisa diferente. Foi uma experiência muito importante para meu desenvolvimento pessoal. Hoje me sinto mais corajoso e aberto. Conheci pessoas do bem que me ajudaram e me mostraram a cidade e outras formas de trabalhar o speaking, como o “Mundo Lingo”, um projeto no bar Kramer's, em que estrangeiros frequentam toda terça para conversar e as aulas de inglês gratuitas na igreja de St Paul's.

 

Blog Rodrigo Guedes: Tem vontade de voltar?

Gustavo Senna: Tenho sim! O Canadá tem políticas para inclusão de imigrantes, embora isso não signifique que o processo seja fácil. Gostei de me deslocar para qualquer canto da cidade de metrô, gostei da segurança nas ruas... Em Toronto tem parque por todo lado. Juntando tudo, a qualidade de vida seria melhor que no Brasil.

Blog Rodrigo Guedes: O que mais chamou a sua atenção no país?

Gustavo Senna: O Canadá é enorme, tem belíssimas paisagens e cidades para todo tipo de gosto: metrópoles como Toronto e lindas cidadezinhas como Niagara Falls. Um ponto interessante é a divisão do país em parte inglesa e francesa. Para quem curte uma atmosfera europeia, Montreal e Québec, na parte francesa, é a escolha certa. Já a maior parte do país tem o inglês como primeira língua. Outro ponto é a diversidade cultural que é impressionante, muitos asiáticos e latinos, o que mostra a abertura desse país para os imigrantes. Quase metade da população de Toronto não nasceu no Canadá. Eu mesmo conheci pouquíssimos nativos. Gosto da modernidade do país misturado com o antigo preservado. Sobre o clima, o inverno realmente é difícil, tanto que as poltronas do metrô têm acabamento de pano, é quentinho (risos). Já o verão é muito quente tanto quanto o Brasil. 

 

rodrigo-guedes-intercambio.jpg

Foto tirada por Gustavo Senna em Niagara Falls
 

FONTES:

Apply as a skilled immigrant (Express Entry). Disponível no site do Governo do Canadá. https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/express-entry/apply-permanent-residence.html

Comprehensive Ranking System (CRS) Criteria – Express Entry. Disponível no site do Governo do Canadá. https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/express-entry/become-candidate/criteria-comprehensive-ranking-system/grid.html

Express Entry – Documentos Necessários. Disponível no site Immi Canada. https://www.immi-canada.com/express-entry-documentos-necessarios/

Imigração para o Canadá: conheça o perfil ideal. https://veja.abril.com.br/economia/como-imigrar-para-o-canada-perfil-ideal/

Language testing – Skilled immigrants (Express Entry). Disponível no site do Governo do Canadá. https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/express-entry/become-candidate/eligibility/language-requirements/language-testing.html

Passo a passo para obter o visto de residência permanente no Canadá. https://veja.abril.com.br/mundo/passo-a-passo-para-obter-o-visto-de-residencia-permanente-no-canada/

 

Rodrigo Guedes