Quem é o tradutor juramentado?

bigstock-Close-up-of-male-hands-with-pe-46137757 (1).jpg

 

Geralmente, as pessoas descobrem o Tradutor Juramentado somente quando precisam e algumas se sentem perdidas sobre onde encontrá-lo e quais os procedimentos a adotar.

Quem é o tradutor juramentado?

O Tradutor Público e Intérprete Comercial é o profissional comumente chamado de Tradutor Juramentado, nome que se refere ao juramento feito no momento de sua posse no ofício, de que sua tradução sempre será fiel. Devidamente concursado e habilitado pela Junta Comercial do respectivo Estado em que exerce seu ofício, sua tradução juramentada tem fé pública em todo o território nacional, e as versões são reconhecidas na maior parte dos países estrangeiros.

Exemplos de Traduções Juramentadas

Um exemplo comum é o caso de uma pessoa que cursou o ensino médio no exterior ou realizou um curso de especialização. Para que possa fazer a validação de seu diploma ou histórico e dar continuidade aos estudos no Brasil, será necessário que contrate um Tradutor Público para que seu documento tenha validade no país, o que também ocorre quando precisa comprovar um mestrado para melhorar a qualificação em um concurso. O inverso também ocorre, muitas vezes um contrato, diploma ou certidão de casamento precisam ser vertidos para uma língua estrangeira para que tenham validade no exterior. Outros exemplos são contratos, cartas rogatórias, carteiras de motoristas e decisões judiciais.

Qual é a diferença da tradução juramentada para a tradução simples/comum?

As traduções juramentadas precisam ser assinadas e carimbadas pelo tradutor juramentado.  Há ainda o brasão, uma introdução e um fechamento que as diferenciam ainda mais. Alguns tradutores utilizam selos e marca d'água. 

Qual é o preço da tradução juramentada?

O valor do serviço é tabelado pelo estado e, portanto, cobrado como previsto em lei. O orçamento inicial é apenas estimativo, podendo variar em até 10% para mais ou para menos. Não é possível estimar, com exatidão, o valor final de uma tradução juramentada, porque este será baseado no número de caracteres efetivamente digitados no documento traduzido. Somente quando as traduções estão prontas, devidamente digitadas e formatadas, com notas do tradutor sobre abreviaturas, presenças de assinaturas, rubricas, carimbos, selos, etc. é possível determinar quantos caracteres há no documento. 

Portanto, o valor é sempre calculado ao final da tradução e repassado ao cliente, de acordo com a tabela fixada pela Jucemg, que rege o serviço de tradução juramentada. Observação importante: “Não é lícito aos tradutores abater, em benefício de quem quer que seja, os emolumentos que lhes forem fixados na mesma tabela, cabendo-lhes anotar no final de cada tradução o total dos emolumentos cobrados”.

Cuidados da profissão de tradutor

O profissional precisa ser muito discreto com seus trabalhos pois frequentemente eles fazem parte de processos em segredo de justiça ou momentos delicados de um cliente, como laudos médicos ou folhas de pagamento, por exemplo. O tradutor tem acesso a informações privilegiadas em contratos que estão sendo firmados e precisam manter total sigilo. 

Atenção 

É importante sempre checar se o profissional é realmente registrado na Junta Comercial de Minas Gerais ou do seu estado para evitar que seu documento seja rejeitado no destino final por ser uma tradução feita por alguém se passando por juramentado. Exija o número de matrícula do tradutor juramentado. 
 

Rodrigo GuedesComment