3 dicas para economizar na hora de contratar um serviço de tradução juramentada

 

Bom preço, rapidez e qualidade são os elementos que todos buscam em uma tradução juramentada e, muitas vezes, somente dois desses fatores são priorizados: bom preço e rapidez. Entretanto, não queremos abrir mão da qualidade. Seguem algumas dicas de economia na hora de contratar um serviço de tradução:

1. Envie arquivos com qualidade (boa resolução): quanto melhor definida a imagem do documento original (no caso de uma imagem escaneada, por exemplo) mais rápida é a conversão desses arquivos em formato de texto. Isso facilita e agiliza o trabalho dos tradutores na hora de elaborar um orçamento estimativo e na hora de traduzir. 

2. Informe ao tradutor o objetivo da tradução:  se o documento a ser traduzido tiver de ser apresentado a um juiz, é essencial que a tradução passe por um tradutor juramentado especializado na linguagem jurídica; se o documento for para um intercâmbio, um tradutor acostumado a traduzir documentos escolares poderá entregar um trabalho com mais eficiência e qualidade. 

3. Especifique o conteúdo a ser traduzido caso o documento não precise ser traduzido na íntegra. Informe ao tradutor exatamente o que foi solicitado  para que ele possa ajudá-lo a delinear melhor o trabalho e evitar informações desnecessárias. Apesar de o tradutor receber pelo número final de caracteres do documento traduzido, ele deve orientá-la no sentido de atender simplesmente sua demanda sempre que possível. 

Dica extra: Envie o documento com antecedência. Um dos principais inimigos dos valores de traduções é a taxa de urgência. Em alguns casos não é possível evitá-la. Portanto, faça uma pesquisa de mercado antecipadamente, escolha um profissional que lhe pareça qualificado e tome a decisão com tempo. Afinal de contas, você não quer perder o prazo ou ter que refazer algo que não atende os mínimos requisitos de qualidade. 

Por Rodrigo Guedes

Write here...